23 de mai de 2013

Top Série: Scandal


Essa série encerrou sua segunda temporada na última semana e acho que não é uma série muito popular aqui no Brasil, ela tem um estilo único de nos deixar de queixo caido com as reviravoltas. Quando comecei a assistir não tinha grandes pretensões de continuar, mas a maneira inteligente como é tratada cada detalhe dos casos que caem na mão da fodona Olivia Pope me intrigaram fazendo com que a série seja tão única, pois não se trata de investigação de assassinato, nem suspense, nem nada, a série gira em torno de como seu nome já diz Escândalos, principalmente escândalos políticos, digo que a série é meio patriota americana sim, mas o que chama atenção são os casos singulares que acabam sendo resolvidos pelo escritório de Olivia Pope que conta com outros Advogados que se intitulam Gladiadores.


E o tchan da série é o caso de amor entre Pope e o Presidente dos Estados Unidos, eu achei meio forçado no começo mas hoje eles são um dos meus casais favoritos da TV, é uma série que vale a pena perder um tempinho acompanhando.

Fica a Dica.
Ate a próxima

22 de mai de 2013

Dica de Leitura: As Crônicas de Arthur. Bernard Cornwell


As Crônicas de Artur é uma trilogia de livros escrita por Bernard Cornwell sobre a lenda do Rei Artur. A história é escrita como uma mistura de ficção histórica e mitologia Arturiana. No Brasil, os livros foram publicados pela Editora Record.


A tese de Cornwell é de que a Grã-Bretanha após o domínio do Império Romano era um lugar difícil para os bretões nativos, sendo pela invasão anglo-saxã vindos do leste e dos irlandeses vindos do oeste. Ao mesmo tempo, argumenta Cornwell, sofreram disputas internas de poder entre a religião Druida e a chegada do Cristianismo.

O protagonista da história é Derfel Cadarn (pronuncia-se Dervel), um saxão adotado por Merlin, o maior de todos os druidas. No decorrer da história, Derfel torna-se guerreiro e um dos grandes senhores da guerra de Artur em sua guerra contra os saxões. Merlin, enquanto isso, procura uma forma de restaurar os antigos deuses da Grã-Bretanha, contestados pelo avanço cristão, que hostiliza o druidismo.



Comentário:

Esses três livros mudaram minha visão de como o escritor tem o poder de persuadir nossa cabeça para favorecer um personagem ou outro, isto porque eu já havia lido "As Brumas de Avalon" que também narra a história de Artur, porém é narrada pela perspectiva da Morgana. Quando li esses outros livros odiei diversos personagem como Guinevere e Lancelot e amava a própria Morgana e o Merlin, já quando li a trilogia do Cornwell a história ser narrada por um guerreiro só por si já é peculiar mas mudou minha visão de personagens que antes eu odiava, eu fiquei intrigada pois de todas as histórias sobre Artur essa parecia ser a mais real, a menos fantasiosa, a disputa das religiões o fanatismo do catolicismo é bem explorado em todos os livros do Cornwell, ele acaba nos guiando a pensar "Poxa vida como esses católicos são chatos" e o que aprendi é que o escritor tem o poder de fazer você odiar ou não tal personagem ou tal assunto ele consegue persuadir seus sentimentos em relação a isso. Virei fã do Cornwell depois de Rei do Inverno, e precisei comprar todas as outras coleções, percebi que o estilo dele é o mesmo não mudou nas outras séries, mas essa tem um gostinho especial. Pode-se dizer que é a melhor Trilogia de Cornwell sem dúvidas.